Actividades

Rotas Pedestres

 

Percurso PR-1 “ROTA DO PALEOLÍTICO”

Partida: Pombal

Chegada: Redinha

Locais: Pombal, Vale, Alcaria,
Ereiras, Pousadas Vedras,
Vale do Poio, Poios e Redinha.

Distância:
+/- 30 Km

Percurso PR-2 “ROTA DA ERVA DE STA. MARIA”

Partida: Redinha

Chegada:
Degracias

Locais:
Redinha, Sra. Estrela,
Cabeça da Corte, Malavenda,Mata,
Malhadas, Cotas, Pombalinho,
Quatro Lagoas, Ramalheira, Mocifas,
Casais de S. Jorge e Degracias.

Distância:
+/- 25 Km

Percurso PR-3 “ROTA DE LAPIÁS”

Partida: Degracias

Chegada:
Condeixa

Locais:
Degracias, Sto. António, Buracas,
Casmilo, Serra de Jeaneanes, Furadouro,
Conímbriga e Condeixa.

Distância:
+/- 20 Km

Percurso PR-4 “ROTA DO VINHO T. SICO”

Partida: Condeixa

Chegada:
Rabaçal

Locais:
Condeixa-a-Nova,
Alcabideque, Casal Novo,
Beiçudo, Alfafar,
Podentes e Penela.

Distância:
+/- 30 Km

Percurso PR-5 “ROTA DA TALISMÔ

Partida: Penela

Chegada: Taliscas

Locais:
Penela, Chainça, Zambujal,
Rabaçal, Castelo, S. Sebastião,
Monte Vez e Taliscas.

Distância:
+/- 20 Km

Percurso PR-6 “ROTA DO QUEIJO RABAÇAL”

Partida: Taliscas

Chegada:
Ansião

Locais:
Taliscas, Ateanha,
Torre de Vale Todos, Trás de Figueiró,
Alvorge, Monte Alvão, Santiago da Guarda,
Vale de Boi, Sarzedela e Ansião.

Distância:
+/- 30 Km

Percurso PR-7 “ROTA DO CARVALHO CERQUINHO”

Partida: Ansião

Chegada: Pousaflores

Locais:
Ansião, Ameixieira,
Serra do Mouro, Chão de Couce,
Lisboinha, Casal Soeiro,
Casais Maduros, Venda do Negro,
Ariques, Portela de S. Caetano
e Pousaflores.

Distância:
+/- 30 Km

Percurso PR-8 “ROTA DO AZEITE”

Partida: Pousaflores

Chegada: Almoster

Locais:
Pousaflores, Maçãs de Caminho,
Couto, Alvaiázere, Pé da Serra,
Boca da Mata, Zambujal, Aldeia do Marques,
Venda do Preto, Olho do Tordo, Bofinho,
Vale da Couda e Almoster.

Distância:
+/- 30 Km

Percurso PR-9 “ROTA DA TAUROMAQUIA”

Partida: Almoster

Chegada: Vale

Locais:
Almoster, Portela do Fojo,
Aldeia do Rio, Abiúl, Bom Pastor,
Lagoa das Ceiras, Ramalhais,
Castelo e Vale.

Distância:
+/- 25 Km

Percurso P1 "O VALE DO RIO DOS MOUROS E A MATA DA BUFARDA"

Tipo: Circular.

Declives:
Moderados.

Grau de dificuldade:
Fácil.

Duração:
Cerca de 3 horas.

Partida:
Museu Monográfico de Conimbriga.

Chegada:
Museu Monográfico de Conimbriga.

Idóneo para:
Pedestre, bicicleta, cavalo.

Distancia:
Cerca de 7 Km.

 

Espeleologia

Destaque para algumas das principais cavidades dos concelhos das Terras de Sicó:

Gruta da Arrifana

(Condeixa-a-Nova)

Maior cavidade conhecida do concelho, 150m de desenvolvimento. No seu interior possui algumas formações de rara beleza.

Cova do Ladrão

(Soure), importante cavidade arqueológica, situada nas imediações das Buracas do Casmilo.


Algar da Janeia
(Penela), grande cavidade originada pelo abatimento de uma sala ou galeria subjacente. A sua boca mede 35m de diâmetro e a atinge uma profundidade de 45m. Possui no seu interior um micro clima, facto que permitiu o estabelecimento de várias espécies vegetais já extremamente raras em Portugal.


Sistema do Dueça
(Penela), o maior sistema subterrâneo conhecido no maciço e um dos maiores de Portugal, totalizando quase 9km de galerias conhecidas. Este sistema espeleológico encontra-se ainda em fase de estudo e é composto por várias cavidades, sendo as principais:

     Algar da Várzea, a mais importante gruta-perda do maciço, com 650m explorados;

     Gruta do Algarinho, cavidade com 2500m muito interessante do ponto de vista morfológico e arqueológico;

     Gruta do Soprador do Carvalho, é a maior cavidade conhecida no maciço, com aproximadamente 4500m de galerias conhecidas. No seu interior corre uma ribeira subterrânea que irá surgir no Olho do Dueça;

     Olho do Dueça, a nascente do Rio Dueça, com 980m de desenvolvimento, sendo acessível através de um poço artificial e recorrendo a técnicas mergulho subterrâneo;


Gruta de Santa Maria da Estrela
(Pombal), durante muito tempo foi a maior cavidade do maciço, com 200m de galerias. É um importante abrigo de hibernação de morcegos.


Algar das Quintas
(Pombal), cavidade de 75m de profundidade, possui um poço de 60m;


Olhos d’Água do Anços
(Pombal), a nascente do Rio Anços, a mais importante exsurgência do maciço. A cavidade subaquática a ela associada é conhecida até 63m de profundidade, é um dos grandes sistemas de Sicó-Alvaiázere por desvendar;


Algar do Burro
(Pombal), cavidade com 45m de profundidade. Possui no seu interior umas das maiores formações litoquímicas de Portugal, uma coluna encostada à parede com 30m de altura;


Algar da Ervilha
(Pombal), com 52m de profundidade e 150m de galerias é a cavidade mais importante do Vale de Ereiras, onde existe a maior concentração de cavidades do maciço, 40 algares em 4km2 (Thomas, C., 1986);


Algar da Lagoa
(Pombal), maior sala subterrânea do maciço, com uma área de 2000m2 e uma profundidade de 48m. É um importante abrigo de morcegos;


Abismo de Sicó
(Pombal), é a cavidade mais profunda do maciço, com 107m de profundidade, foi a primeira a ultrapassar a mítica barreira dos -100m. Possui também a maior vertical absoluta do maciço e umas das maiores conhecidas em Portugal, com 85m;


Algar do Sancho
(Pombal), a segunda cavidade mais profunda conhecida no maciço, com 85m. É também um dos mais belos algares do maciço. A sucessão de poços e passagens aéreas a 40m do solo da gruta conferem-lhe uma morfologia singular;


Gruta da Cerâmica
(Ansião), importante cavidade arqueológica, com 120m de galerias e algumas formações de rara beleza;


Olhos d’Água de Ansião
(Ansião), a nascente do Rio Nabão, cavidade acessível por meio de dois poços artificiais, que dão acesso a cerca de 100m de galeria. Esta exsurgência temporária foi explorada em mergulho até 70m de profundidade;


Buraca Grande da Porta
(Alvaiázere), gruta/mina de extracção de ferro (hematite). No interior da cavidade foram encontrados materiais arqueológicos do período romano;


Algar da Água
(Alvaiázere), gruta situada no centro do grande Castro da Serra de Alvaiázere. É um importante abrigo de morcegos.


Olho do Tordo
(Alvaiázere), a nascente do Ribeiro do Tordo, cavidade acessível por meio de um poço artificial, dando acesso a 150m de galerias.